Moda e Beleza

Olodum entra na moda e ganha homenagem em coleção de inverno

Marca carioca FARM e blocoafro criam coleção repleta de referências e contemporaneidade

Redação iBahia

A poesia sonora da Bahia ganhou homenagem em forma de roupa e o bloco afro Olodum, que completa 40 anos em 2019, e é um dos homenageados na coleção de inverno da FARM. Juntos, os dois criaram peças que contemplam as referências históricas do grupo com toque moderninho em modelagens e estamparia. A novidade chega às lojas e ao site em 6 de fevereiro.

“Estamos muito felizes. A coleção vai permitir que mais pessoas se vistam de Olodum nesses 40 anos e que seja assim nos próximos 50, 100!”, conta João Jorge, presidente do Olodum.

Modelagens democráticas como kimonos e calças com amarração ganham destaque ao lado de vestidos envelope, biquínis e maiôs. A cartela de cor é predominantemente verde, vermelho, amarelo e preto, as cores do pan-africanismo.

“O carnaval é uma das expressões de cultura mais latentes do nosso país, e é uma paixão nossa. Quando pensamos em ‘Abre Asas’, pensamos também no sonho que seria desenvolver uma parceria com o Olodum por tudo o que o grupo representa em cultura e em reforço de identidade. Eles toparam e construímos tudo juntos, lado a lado: das frases às cores, das estampas às modelagens. Foi uma construção cheia de aprendizados!”, conta Katia Barros, diretora criativa da FARM.

As simbologias relacionadas ao universo egípcio, trabalhadas em profundidade na musicalidade e nos estudos do bloco afro, fizeram parte da pesquisa para a coleção, além disso, letras de música como “Deusa do Amor”, foram ilustradas nas peças. O ponto auge do conceito das peças, segundo João Jorge, está na reinterpretação desses ícones em uma linguagem acessível para todos:

“Temos uma história muito madura, e isso às vezes pode ficar longe das pessoas. Quando colocamos na coleção ativismos da vida humana, das flores, dos vegetais, da vida como ela é... abrangemos ainda mais gente. A coleção da FARM em parceria com o bloco aproxima o Olodum da juventude e estamos em busca de uma humanidade mais ampla. A coleção apresenta a possibilidade de desigualar para igualar. Aos 40 anos, o Olodum precisa criar coisas novas e inovar. É arriscar e se vestir de uma roupa nova. Essa coleção é uma roupa nova para o Olodum. É ousar e colocar o bloco da estética da rua!”, comenta o presidente.

Jorge Amado já dizia “Olodum é a nova tenda dos milagres”, um combatente da inovação. O Olodum está no coração do Brasil profundo e no berço do Pelourinho, um dos lugares mais potentes da Bahia. “Abre Asas” é um convite para os toques, às cores e ao movimento da vida.

Tags: Olodum, Moda, Música, Farm