Moda e Beleza

Veja tudo o que aconteceu no Afro Fashion Day 2017

Evento que celebra a Consciência Negra rolou neste sábado (18), no Porto Salvador Eventos

Redação Correio 24h
- Atualizada em

O Afro Fashion Day (AFD) chegou à sua terceira edição em 2017 neste sábado (18)  e veio maior: com uma programação que começou às 9h e terminou depois do esperado desfile, às 18h. O evento criado pelo jornal CORREIO para celebrar o mês da Consciência Negra, dando visibilidade para modelos negros, a cultura afrobrasileira e os trabalhos de marcas locais, levou cerca de 1,5 mil pessoas ao Porto Salvador Eventos (Comércio). A entrada era de apenas 1 kg de alimento não-perecível, com doação destinada ao Mesa Brasil Sesc.

Foto: Arisson Marinho/CORREIO

O público teve acesso à uma variada programação, que incluiu uma exposição fotográfica, bate-papos, palestra e shows. Uma praça de alimentação e uma loja colaborativa com 16 marcas de moda, arte e decoração completaram a lista de atrativos. Criado pelo jornal CORREIO, o Afro Fashion Day 2017 foi realizado com patrocínio da Avon, apoio institucional da Saltur e da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Senac, Vizzano, Bellacor Estética, Sebrae, Ebam e Edy Diamond.
Tia Má desfilou no Afro Fashion Day  (Foto: Alex Dantas/Divulgação)


Acompanhe abaixo tudo o que aconteceu no Afro Fashion Day, edição 2017



Foto: Alex Dantas / Divulgação

Foto: Arisson Marinho / Correio

 
Foto: Arrisson Marinho / Correio

Backstage
Alana Sant, 21, desfilou no Afro ano passado: "Tô muito feliz de poder participar do afro pelo segundo ano. Só fica melhor." A amiga, Caroline Lima, 21, também é da Agência Merci, mas está no AFD pela primeira vez este ano: "É importante dar visibilidade à cultura negra, é algo difícil de acontecer devido ao preconceito".
Foto: Reprodução/ Correio


Moda e arte
Foto: Reprodução / Correio

Ainda não conferiu a exposição Asas Urbanas, assinada por Paula Magalhães e Leo Amaral no térreo do AFD? Corre, que tá em tempo!

As fotos são de editoriais de moda com modelos que vão desfilar na passarela hoje

Os cliques foram de fotógrafos convidados pelo BAZAR: Lucas Assis, Og Marcelo e Renato Santana.

Pílulas de sabedoria

"As baianas de acarajé são o exemplo clássico da mulher empreendedora. Hoje, as pessoas ainda se assustam porque algumas baianas saem do fosso da invisibilidade econômico-social e ganharam status de empresárias de fato, com retorno econômico. Aí muita gente diz: para que eu estudei tanto? Vou ser baiana porque um acarajé está custando R$ 10. Isso é empoderamento. É saber valorizar o seu negócio. É ter coragem de se expor, de fazer como as ex-escravas libertas que ousaram, saíram com seus tabuleiros e enfrentaram o racismo. Empoderamento é isso: sair de onde te colocaram e invadir outros espaços. Empreender é ousar. Precisamos enfrentar, unidos e unidas, essas barreiras econômicas que nos excluem". (Ivete Sacramento, professora e Secretária Municipal da Reparação)

Foto: Reprodução / Correio

AFD é inspiração!
Madalena, dona da marca Negrif, pós graduada em moda, na palestra "Fashionismo com Tradição e Identidade", conta como começou sua trajetória na carreira. Madá, como é conhecida, foi convidada Escola Baiana de Arte e Moda para participar do Papo AFD, no Afro Fashion Day. "Não sabia o que era ser estilista, mas pedia pra minha mãe fazer minhas roupas. Só depois fui entender o que eu era e fui estudar, mas comecei como sacoleira"


AFD, ano 3
O Afro Fashion Day é uma realização do jornal Correio, com patrocínio da Avon, apoio institucional da Saltur e da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Sebrae.  #belezaquefazsentido #avonmaquiagem #sebrae #AfroFashionDay #afd2017