Mundo

Acabou o passeio: casal é expulso de cruzeiro por 'sexo barulhento'

Renate e Volker entraram na justiça para pedir reembolso para empresa

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
Nem sempre as férias saem como o planejado. Um casal alemão teve a viagem de cruzeiro, que seguia para o Caribe, interrompida após a primeira noite. De acordo com o jornal alemão 'Reise Reporter', a empresa alegou que eles tinham tido relações sexuais de forma barulhenta e também tinham discutido depois. O caso aconteceu em abril deste ano e o casal processou a empresa. 
Em entrevista ao 'Reise Reporte', Renate F. e seu marido Volker contaram que a varada estava com a porta aberta durante o ato sexual. Renate admitiu que fez barulho naquela noite, mas negou terem causado danos no quarto do navio. 
O gerente da empresa foi até a cabine do casal com um segurança e informou que o capitão iria removê-los do navio. O casal foi deixado em Barbbados no dia seguinte e tiveram ordens para voltar à Alemanha por conta própria. 

Renate e Volker entraram na justiça para pedir reembolso à TUI Cruises, empresa de turismo. Eles querem ressarcimento pelo custo do cruzeiro (que deveria durar duas semanas), voo, hospedagem e mais despesas no retorno de Barbados. 

A empresa entrou em contato com a rede de televisão Fox News e informou apenas que a expulsão foi para “proteger os direitos de personalidade do hóspede”.
“Devido a um incidente relacionado à segurança, a TUI Cruises fez uso de seus direitos de autoridade doméstica e pediu aos convidados que deixassem o navio”, explicava o comunicado da TUI Cruises. 
“No caso de tal desembarque, o custo da viagem de retorno deve ser suportado pelos convidados, conforme notificado com antecedência em uma reunião pessoal. Ajuda organizacional para organizar a viagem de volta foi oferecida aos convidados em questão”, acrescentou a empresa.