Mundo

Adolescente é acusada de esfaquear irmã com paralisia cerebral até morte

Claire Elaina Miller confessou o crime em uma ligação para polícia

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma adolescente de 14 anos, identificada como Claire Elaina Miller, foi acusada de esfaquear a irmã com paralisia cerebral até a morte enquanto os pais dormiam. O caso aconteceu na madrugada do dia 22 de fevereiro, na Pensilvânia, nos EUA. As informações são do jornal Mirror. 

Claire Elaina Miller confessou o crime em uma ligação para polícia. “Eu esfaqueei minha irmã”, dizia repetidamente na linha. 

Os policiais foram até a residência e encontraram Helen com um travesseiro com manchas de sangue. Um dos agentes retirou o objeto e encontrou uma faca no pescoço da jovem.  "Havia uma grande quantidade de sangue acumulado perto de seu peito e cama", pontuou a polícia.

Foram feitas tentativas de ressuscitá-la, mas ela não resistiu ao ataque. O relatório de autópsia aponta que Helen Miller, de 19 anos, morreu de múltiplas facadas.