Mundo

Adolescente viciado em games morre diante de computador no seu quarto

Piyawat costumava varar noites desafiando online outros jogadores

Agência O Globo (Fernando Moreira )

Um adolescente viciado em games foi achado morto diante de um computador no seu quarto, na casa em que morava com a família em Udon Thani (Tailândia), na última segunda-feira (4/11).

Foto: Reprodução

O caso ocorreu no fim de outubro. Piyawat Harikun, de 17 anos, aproveitou um feriado escolar para realizar uma maratona de games no computador. Ao lado do cadáver foram achadas caixas de comida para viagem e uma garrafa de refrigerante.

Piyawat costumava varar noites desafiando online outros jogadores.

Jaranwit, o pai de Piyawat, foi quem encontrou o corpo do jovem. O tailandês, que é oficial da Marinha, tentou reanimar o filho, mas não obteve sucesso.

"Eu gritei o nome dele e disse: 'Acorde, acorde!' Não consegui ver que ele já estava morto", declarou Jaranwit, segundo o site "Unilad".

Médicos disseram que o adolescente sofreu um derrame cerebral.

Em maio de 2019, o vício em videogame (formalmente conhecido como transtorno de jogo) foi oficialmente reconhecido pela Organização Mundial da Saúde como uma doença. É caracterizado por "um padrão de comportamento persistente ou recorrente nos jogos, que podem estar online ou offline, manifestado por submissão à vontade de jogar, aumentando a prioridade dada aos jogos na medida em que os jogos têm preponderância sobre outros interesses da vida e das atividades diárias. No distúrbio se nota continuação ou escalada de jogos, apesar da ocorrência de consequências negativas".

Para ser diagnosticado com o distúrbio, o paciente tem que exibir o comportamento específico por um período mínimo de 12 meses. Se os sintomas forem graves, um diagnóstico pode ser alcançado mais rapidamente.