Mundo

Avião com 157 pessoas a bordo cai entre Etiópia e Quênia

Aeronave carregava passageiros de 33 nacionalidades diferentes e não há sobreviventes, dizem autoridades

Agência O Globo

Um avião que levava 157 pessoas a bordo caiu entre a Etiópia e o Quênia neste domingo. O Boeing da Ethiopian Airlines transportava 149 passageiros e 8 tripulantes, quando sofreu uma queda próximo à cidade de Bishoftu, a 62 quilômetros da capital etíope, Adis Abeba. A tragédia não deixou sobreviventes.

Antes do acidente, o piloto chegou a reportar dificuldades e pediu permissão para retornar ao aeroporto. Mas o voo perdeu o contato com a torre de controle seis minutos depois de decolar do aeroporto de Bole, às 8h38 do horário local. De acordo com informações preliminares, havia passageiros de 33 nacionalidades diferentes a bordo do avião, entre eles etíopes, quenianos, franceses, britânicos, americanos e canadenses.


"O piloto mencionou que tinha dificuldades e que queria regressar", os controladores "autorizaram-no" a dar meia-volta e retornar para Adis Abeba, declarou o presidente da companhia aérea, Tewolde GebreMariam, em entrevista coletiva.

O gabinete do primeiro-ministro enviou condolências via Twitter às famílias das vítimas. A estatal etíope é uma das maiores transportadoras do continente no que diz respeito ao tamanho da frota. No ano passado, a expectativa da companhia era transportar 10,6 milhões de passageiros.

Em comunicado, a empresa manifestou suas "profundas condolências às famílias e entes queridos de passageiros e tripulantes que perderam suas vidas neste trágico acidente".

Em 2010, outro voo da companhia caiu logo após a decolagem em Beirute. De acordo com sites de aviação, o modelo do avião era semelhante à aeronave que caiu em outubro na Indonésia deixando 189 mortos. Segundo o site de rastreamento de voos Flightradar24, o voo apresentou velocidade vertical instável logo após a decolagem. Em Nairóbi, pessoas aguardavam no aeroporto por informações.

- Estamos esperando por minha mãe.Esperamos que ela tenha pegado um voo diferente ou esteja atrasada. Ela não está atendendo o telefone- afirmou Wendy Otieno enquanto chorava.

EUA vai enviar ajuda
O Conselho Nacional de Segurança em Transportes dos EUA enviará quatro pessoas para ajudar no acidente fatal da Ethiopian Airlines, disse um porta-voz do NTSB no domingo.

A U.S. Federal Aviation Administration também está monitorando os desenvolvimentos relativos ao acidente, conforme disse em um comunicado. "Estamos em contato com o Departamento de Estado e planejamos nos unir ao NTSB em sua assistência às autoridades da aviação civil da Etiópia para investigar o acidente", disse um comunicado da FAA.