Mundo

Babá é condenada a prisão por abusar e engravidar de menino de 13 anos de quem cuidava

No julgamento, o adolescente disse que foi diagnosticado com transtornos psicológicos por conta do que passou

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma jovem de 20 anos, identificada como Leah Cordice, foi condenada a 30 meses de prisão por fazer sexo com um garoto de 13 anos que quem era babá e engravidar dele. De acordo com o site o Extra, o caso aconteceu no Reino Unido. 

Segundo ainda o Extra, o caso acorreu em 2017 e veio à tona em 2018, quando o adolescente contou o episódio à polícia, que na época, a babá negou as acusações. O menino disse também que a relação sexual foi forçada. 

Já a mulher contou que havia sido estuprada pelo adolescente, o que ele nega. Em janeiro de 2017, a babá casou com seu então namorado e teve um filho. Após um exame de DNA, ficou comprovado que a criança é, na verdade, é filha da vítima, que hoje tem 16 anos.

"De fato, não ouvi nenhuma indicação de Cordice ou da vítima de que ela o mantinha em qualquer afeto em particular; as evidências de pelo menos uma testemunha eram de obsessão física e auto-indulgência, em oposição ao apego emocional", disse o juiz que acompanhou o caso, Peter Clarke.

No julgamento, o adolescente disse que foi diagnosticado com transtornos psicológicos por conta do que passou. Após o teste de DNA, a criança fruto da relação abusiva foi levada para um abrigo.

"Não vejo minha filha e não tive nenhum envolvimento com ela recentemente. Ver minha filha e depois ter ela tirada da minha vida foi muito difícil de lidar. Parece que fui punido pelo que passei. Espero que no futuro eu possa seguir em frente e ter algum relacionamento com ela", disse.