Mundo

Babá é condenada por gravar vídeo abusando bebê e enviar para parceiro

Paige Poole chegou a abusar da bebê que cuidava cerca de oito vezes

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma mulher de 28 anos, Paige Poole foi condenada a 13 anos de prisão após se filmar abusando de uma bebê de 18 meses, na Inglaterra. Ela era babá da criança e encaminhou o vídeo para 

Ross Kingsland, de 44 anos, um pedófilo que ela conheceu em um site de fetiches radicais. O homem também foi condenado pelo crime. 

As investigações da políca apontam que Ross Kingsland patrocinava a pedofilia na internet. Foram encontradas mensagens "enigmáticas" em trocas de conversa entre Ross e Paige durante varredura nos eletrônicos dele. 

Paige Poole, que chegou a abusar da bebê que cuidava cerca de oito vezes, confessou 20 crimes contra outras crianças. Ela foi condenada por "múltiplos crimes abomináveis". Já Ross Kingsland admitiu 12 crimes sexuais contra menores. 

A relação de Paige e Ross, que é casado e morava com a esposa, foi classificada como "um verdadeiro encontro de mentes perversas" juiz David Evans, o responsável pela sentença. Os dois terão que cumprir dois terços de suas penas, antes que possam solicitar a liberdade condicional.