Mundo

Candidato vence eleição um mês após morrer de coronavírus

O candidato morreu quatro dias após apresentar os primeiros sintomas da doença

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um candidato americano, identificado como David Andahl, de 55 anos venceu um dos assentos para a Câmara dos Representantes do estado de Dakota do Norte (EUA), um mês após morrer de coronavírus. De acordo com o jornal Extra, apesar da morte, o nome do homem continuou nas cédulas eleitorais.

Ainda segundo o Extra, o candidato era alinhado com a ideologia política de Donald Trump e agora o Partido Republicano irá indicar um sucessor. Porém, existe também a possibilidade de uma petição popular solicitar ao governador uma nova eleição.

O candidato morreu quatro dias após apresentar os primeiros sintomas da doença, em 5 de outubro. No seu obituário, o político foi chamado de Dakota Dave, "pelo seu amor ao estado".

"Ele era apaixonado por muitas coisas, e tinha esperança de entrar na Câmara e ajudar", disse a mãe do rapaz, Pat Andahl.