Mundo

Cheiro de chulé força pouso não programado de avião com mais de 100 passageiros

Avião já voava há cerca de 30 minutos quando a situação aconteceu

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um avião da Swiss International Air Lines, da Suíça, fazia um voo de Londres para Zurique, capital suíça, mas uma situação para lá de inusitada fez com que fosse preciso realizar um pouso forçado. O cheiro do chulé na cabine fez com que a aeronave retornasse ao aeroporto de Heawthrow, na capital inglesa, por causa do forte odor. 

O avião já estava há cerca de 30 minutos no ar, quando o problema foi detectado, atrasando a viagem de 101 passageiros. "No voo LX339 de London Heathrow para Zurique, os pilotos notaram um cheiro incomum na cabine. Como consequência, eles voltaram para o aeroporto de Heathrow em Londres. A aterrissagem transcorreu sem intercorrências. Como medida de precaução, foi acionado o corpo de bombeiros do aeroporto, como é de praxe nesses casos", disse um porta-voz da Swiss Air, companhia aérea surpreendida pelo cheiro de chulé na cabine.

Com a situação, todos os passageiros precisaram ser realocados em outros voos. Uma investigação para apurar o mau odor encontrou um par de meias sujas na região dos pilotos.

A decisão de interromper o voo, segundo a Swiss Air Lines, foi tomada por questões sanitárias, já que ainda não se sabia o motivo do cheiro de chulé que tanto incomodou os comandantes do voo.