Mundo

Com covid-19, homem morre após sofrer de ereção de três horas

Médicos responsáveis por cuidar do homem acreditam que a covid causou coágulos sanguíneos no pênis do paciente, que desencadeou no quadro de priapismo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem de 69 anos, que não teve o nome divulgado, morreu após ser diagnosticado com covid-19 e sofrer uma ereção severa de três horas. O caso aconteceu em agosto do ano passado, no Hospital de Miami Valley, Ohio (Estados Unidos). As informações são do jornal britânico Daily Mail. 

Ele havia dado entrada na unidade de saúde com tosse, falta de ar e inflamação, que causou o acúmulo de fluido em seus pulmões. Após exames, o paciente foi diagnosticado com covid-19.

Os médicos responsáveis por cuidar do homem acreditam que a covid causou coágulos sanguíneos no pênis do paciente, que desencadeou no quadro de priapismo. 

A situação foi analisada em um artigo publicado no The American Journal of American Medicine, que aborda que a doença pode danificar os vasos sanguíneos dos pacientes e causa coágulos sanguíneos perigosos. Os coágulos bloqueiam artérias ou veias e podem desencadear também em ataques cardíacos fatais e derrames.

A ereção foi tratada com aplicação de bolsa de gelo e drenagem do sangue com o auxílio de uma agulha. Depois de resolvido o priapismo, o paciente morreu na Unidade de Tratamento Intenso (UTI) do hospital por complicações respiratórias. 

*O priapismo é uma ereção dolorosa de longa duração que pode causar danos permanentes ao  pênis se não for tratada rapidamente, incluindo cicatrizes e disfunção erétil permanente.