Mundo

Comediante começa a documentar sua experiência com covid-19 e acaba morrendo

Em um post no Instagram, Joe havia anunciado a produção do documentário

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O comediante Joseph Luna, de 38 anos, que morava com a família em Los Angeles (EUA), morreu após iniciar um documentário sobre sua experiência com a covid-19. Joe El Cholo, como era conhecido, fazia parte do grupo de risco, pois era portador de diabetes e passou por uma dupla amputação.

Toda a família que morava junto com o comediante estavam com covid-19 e por imaginar que também iria contrair a doença, ele começou a gravar a sua rotina, mostrando as características de uma pessoa infectada. Em um post no Instagram, Joe havia anunciado a produção do documentário.

"Vou mostrar a vocês minha jornada através dos meus bons e maus momentos, porque se trata de mostrar meu pessoal lá fora, se vocês acham que covid é uma piada, se vocês pensam que isso não pegará vocês... Então, confie em mim; atinge todos de forma diferente", escreveu em post.

Dois dias depois, em 23 de novembro, o comediante faleceu devido a complicações no pulmão. "Era como se seus pulmões estivessem doendo mais do que todos sentíamos antes. Todos nós tussíamos e espirrávamos”, disse Luna José Talavera, filho de Luna que também testou positivo para o vírus.