Mundo

Coronavírus: Homem é acusado de terrorismo por tossir em funcionária num supermercado

Além da ameaça terrorista, ele será acusado de assédio e obstrução da justiça

Agência O Globo
- Atualizada em

Em entrevista coletiva, o governador de Nova Jersey Phil Murphy disse que o homem começou a brigar com a funcionária da loja Wegmans no domingo.

- Ele tossiu na direção da mulher e disse a ela que ele tinha coronavírus- disse Murphy, que chamou o homem de idiota.

Identificado como George Falcone, de 50 anos, ele recusou-se a dar à polícia seu nome ou carteira de motorista por mais de 40 minutos.

Além da ameaça terrorista, ele será acusado de assédio e obstrução da justiça, de acordo com o governador.

-Não aceitaremos nenhum comportamento deste tipo - afirmou Murphy.