Mundo

Criança fica entre a vida e a morte após aula de judô: 'espancado 27 vezes'

O garoto havia começado a fazer as aulas tinha cerca de duas semanas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Um garoto de 7 anos, identificado pelo apelido de  Wei Wei, está em coma após ser "espancado" 27 vezes em aula de judô - pelo treinador e pelos colegas da turma. O caso aconteceu em Taichuang, em Taiwan. Os médicos afirmam que é provável que ele permaneça em estado vegetativo mesmo se sobreviver. 

O garoto havia começado a fazer as aulas tinha duas semanas. O dia do "espancamento" foi registrado em vídeo. 

Nas imagens, Wei Wei aparece sendo jogado em um tapete por um colega mais velho durante a aula. Ele chegou a reclamar de dores - "minha perna", "minha cabeça" e "eu não quero!" - mas o professor continuou ordenando que ele se levanta-se e estimulando que o outro o joga-se no chão. Ele chegou a vomitar com as agressões e a "tortura" continuou. 

Após desmaiar, a criança foi levada para um hospital, onde os médicos diagnosticaram que ele sofreu uma grave hemorragia cerebral. Ele está em coma e ligado a um suporte de vida. 

"Ainda me lembro daquela manhã em que o levei para a escola. Ele se virou e disse, 'Mamãe, adeus'. À noite, ele tinha ficado assim", contou a mãe em entrevista à BBC. 

O professor de judô foi preso para investigação por suspeita de negligência que causou ferimentos graves. Ele negou qualquer irregularidade, de acordo com o Tribunal Distrital de Taichung.

O promotor inicialmente o liberou após interrogatório, aceitando sua explicação de que o que havia acontecido com Wei Wei fazia parte do "treinamento normal".