Mundo

Dezesseis pessoas ficam penduradas por quatro horas em brinquedo temático

O serviço de meteorologia informou que rajadas de vento de 32 km/h atingiram o parque na noite do acidente

Agência, O Globo

Dezesseis pessoas ficaram presas e penduradas por horas em um brinquedo do parque temático SeaWorld San Diego, no estado americano da Califórnia, depois que rajadas de vento afetaram um disjuntor elétrico, informaram autoridades.

Agentes do Departamento de Bombeiros de San Diego (SDFD) salvaram os clientes do parque presos no brinquedo, um a um, com cordas e arreios até barcos colocados na Baía Mission. As pessoas estavam penduradas logo acima da baía e foram recebidas no cais por equipes médicas de emergência, informaram os bombeiros pelo Twitter.

Não há relatos de feridos. Entre as pessoas resgatadas, estavam uma criança e uma pessoa paraplégica, segundo uma afiliada da rede CBS e outros veículos da mídia local. Informações dos bombeiros apontam que havia ao menos sete adolescentes na atração danificada.

Foto: Reprodução

"Todas as 16 pessoas presas nas gôndolas estão seguras e no chão", afirmou o SDFR na noite desta segunda-feira após os momentos de tensão. A operação durou ao menos duas horas.

O resgate foi acionado por volta de 19h30 (horário local), com o relato de mais de uma dúzia de pessoas presas em cinco gôndolas do brinquedo, acima da Baía Mission.

Em comunicado, o porta-voz do SeaWorld Entertainment, David Koontz, explicou que a pane ocorreu "por uma rajada significativa e incomum de vento".

O Serviço Nacional de Meteorologia informou que rajadas de vento de 32 km/h do norte atingiram o parque na noite de segunda-feira.

Koontz disse que os funcionários do parque estavam em contato com as pessoas presas por meio de um sistema de intercomunicação durante a operação de resgate. Segundo o porta-voz, cada gôndola estava equipada com cobertores de emergência.