Mundo

Escritora Maya Angelou é a primeira mulher negra a estampar moeda nos Estados Unidos

De acordo com a Casa da Moeda do país, a imagem de Maya na moeda norte-americana é a primeira de uma série de homenagens às mulheres americanas pioneiras

Redação iBahia (redacao@ibahia.com)
- Atualizada em

A poetisa e escritora Maya Angelou se tornou a primeira mulher negra a estampar uma moeda nos Estados Unidos. De acordo com a Casa da Moeda do país, a imagem de Maya na moeda norte-americana é a primeira de uma série de homenagens às mulheres americanas pioneiras.

O livro de memórias de Angelou, Eu Sei Por Que O Pássaro Canta Na Gaiola, de 1969, ganhou grande destaque e alcançou um amplo público leitor. A obra documentou sua infância na época da segregação racial no Sul dos EUA.

A moeda de 25 centavos com sua imagem - criada pela designer Emily Damstra e Craig Campbell, um artista de medalhas - mostra Angelou com os braços erguidos, na frente de um pássaro em voo e raios de sol saindo atrás

Maya Angelou morreu em 2014, aos 86 anos.