Mundo

Homem esfaqueia pai até morte durante reunião por videochamada

De acordo com suspeito foi seu pai que começou a luta

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um homem de 32 de anos, identificado comoThomas Scully-Powers, foi preso suspeito de matar o próprio pai durante uma reunião transmitida pelo aplicativo Zoom. De acordo com o site O Dia, Dwight Powers, de 72 anos, participava de uma videoconferência quando foi atingido pelo filho. O caso aconteceu na cidade de Amityville, em Long Island (EUA). 

Segundo ainda O Dia, o suspeito bateu na cabeça do pai antes de procurar a faca que atingiu o pai no peito, apunhalou nas costas e no pescoço “quase decapitando-o”, de acordo com relatório do promotor, anexado na autópsia.

Os participantes da reunião assistiram a cena e acionaram a polícia.  “Este é um caso chocante e perturbador”, disse o promotor local, Timothy Sini.

Quando os policiais chegaram à cena do crime, o autor da agressão, que morava com o pai, fugiu pulando da janela do primeiro andar. Ele ainda parou numa loja onde bebeu um refrigerante e tentou limpar o sangue do corpo, mas os agentes o pegaram a alguns quarteirões de distância.

“Segundo sua própria confissão, o suspeito esfaqueou brutalmente seu pai repetidamente, até ter certeza de que ele estava morto. A investigação sobre esse crime horrível continua”, disse o promotor.

Ele não especificou qual poderia ser o motivo do crime, mas de acordo com suspeito foi seu pai que começou a luta. O homem tem antecedentes criminais e pode pegar até 25 anos de prisão.