Mundo

Homem faz cirurgia para retirar verme vivo do cérebro: 'perdeu a sensibilidade'

Homem de 23 anos tinha 18 quando foi diagnosticado a primeira vez

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um homem de 23 anos, identificado como Sr. Chen, precisou passar por uma cirurgia para retirada de um verme vivo que ficou dentro do seu cérebro por 17 anos. As informações são do jornal britânico DailyMail. 

De acordo com o jornal, o chinês contou que começou a sentir dormência nas mãos e nos pés desde os seis anos. Ele foi diagnosticado pela primeira vez aos 18 anos, mas os cirurgiões decidiram adiar a cirurgia de remoção porque a localização do parasita não era adequada para a operação.

Ele estava realizando tratamento convencional e só fez a cirurgia de retirada no dia 25 de agosto. O  Sr. Chen conta que já havia perdido a sensibilidade na metade direita da parte superior do corpo.

"Metade da parte superior do meu corpo estava completamente dormente", disse Chen à Pear Video. "Eu não sentia minha mão e não conseguia levantá-la". 

Após a realização de uma tomografia computadorizada, os médicos  encontraram o parasita torcido dentro do cérebro do paciente. O Sr. Chen foi diagnosticado com esparganose mansoni, uma doença parasitária rara.

"Uma vez que o verme entra no corpo humano, ele pode causar infecção severa", disse um médico aos repórteres. 

Os médicos acreditam que a infecção é resultante do consumo de água contaminada ou do consumo de carne de animal selvagem mal cozida, como sapos ou cobras.

"O parasita 'comia 'o cérebro e prejudicava suas funções, o que causava dormência nas mãos e nos pés e/ou afetava o intelecto".

Após o procedimento, Chen está se recuperando lentamente. O verme media cerca de 12 centímetros.