Mundo

Homem fica com 700 larvas no cérebro após comer carne de porco

Inicialmente, Zhu se queixava de tontura e forte dor de cabeça

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Alimentação é coisa séria. O chinês Zhu Zhongfa, de 46 anos, descobriu a presença de 700 larvas em seu cérebro após procurar atendimento médico para tratar convulsões. De acordo com informações da Revista Galileu, os ovos de tênia surgiram depois que o homem ingeriu um caldo com carne mal cozida.

Segundo os médicos que cuidaram do caso, Zhu Zhongfa foi parar no Hospital da Universidade de Zhejiang, no leste da China, apresentando graves convulsões, que se assemelhavam a um quadro de epilepsia.

Imagem do cérebro do homem que comeu carne de porco crua e teve 700 tênias crescendo em seu cérebro (Foto: Reprodução Hospital da Universidade de Zhejiang)
Inicialmente, Zhu se queixava de tontura e forte dor de cabeça. Em uma segunda hospitalização, o homem passou por exames de ressonância magnética. Analisando as imagens do cérebro de Zhu, os profissionais perceberam centenas de calcificações e lesões no órgão.  

Ainda conforme a Revista Galileu, Zhu contou aos médicos que tinha comido lâmen com carne de porco e carneiro de procedências duvidosas um mês antes. Ele também passou por exames de anticorpos, que deu positivo para o teste de Taenia solium.

A Taenia solium é uma espécie de verme que se desenvolve em porcos e, quando consumida, usa o corpo humano como hospedeiro. Além do crescimento dos próprios vermes, a doença pode aparecer como cisticercose, uma infecção larval resultante da ingestão dos ovos desse animal, os cisticercos.



Matamos as larvas usando medicamentos antiparasitários e prescrevemos remédios para proteger seus órgãos e reduzir os efeitos colaterais provocados pelo tratamento", pontuou Jianrong (um dos médicos que cuidou do caso), ao AsiaWire. "A primeira fase do tratamento foi concluída após uma semana. Agora faremos mais testes."