Mundo

Homem fica com verme de 4 cm de comprimento no cérebro por uma década: 'podia ter morrido'

"É muito intenso, muito forte ... me fez suar também, suor da dor, dor na cabeça e depois eu vomitava da dor", contou Gerardo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem, identificado apenas como Gerardo,  conviveu com verme em seu cérebro por uma década sem saber. De acordo com informações do DailyMail, ele adquiriu neurocisticercose, uma infecção causada por comer carne de porco mal cozida. O caso aconteceu em Austin, no Texas.

Gerardo, que chegou a desmaiar durante um jogo de futebol, reclamava de incessantes dores de cabeça e vômitos. "É muito intenso, muito forte ... me fez suar também, suor da dor, dor na cabeça e depois eu vomitava da dor", contou Gerardo em entrevista à CBS 21.

Foto: reprodução
A presença do verme só foi descoberta após uma consulta com um neurocirurgião do Dell Seton Medical Center, Jordan Amadio. Segundo o DailyMail, uma varredura  no cérebro de Gerardo mostrou uma  massa sentada perto de seu tronco cerebral. Apareceu em vermelho, com cerca de 4 cm de comprimento.

Os médicos realizaram outros exames para descartar a possibilidade um tumor e perceberam que era um verbe de fita - tênia Taenia Solium. "Isso pode passar despercebido por anos, para que você coma acidentalmente um ovo microscópico da larva da tênia e não saiba disso há anos", disse Jordan Amadio ao DailyMail.
Foto: reprodução
"Eles podem crescer dentro do corpo sem causar sintomas até ficarem grandes o suficiente", completou o médico.

O verme foi retirado do cérebro de Gerardo. "Agora que o parasita foi removido, espera-se que Gerardo se recupere totalmente, mas o verme e suas larvas poderiam tê-lo matado", explicaram os médicos à CBS 21.