Mundo

Homem mata esposa ao usar instrumento médico durante sexo

Christel, de 49 anos, teve o instrumento inserido no ânus

Fernando Moreira, da Agência O Globo

Um homem que provocou a morte da esposa ao usar um instrumento médico durante sexo sadomasô teve a sentença de um ano e meio de prisão suspensa na Alemanha. Durante esse período, Ralph Jankus, 52 anos, ficará sob supervisão da Justiça.

Christel, de 49 anos, teve o instrumento, conhecido como roda de Wartenberg ou nervenrad (usado por médicos para verificar reações de nervos), inserido no ânus durante uma maratona sexual de lua de mel.

Foto: reprodução
O instrumento acabou perfurando o intestino de Christel. Só após 4 dias, o casal decidiu procurar ajuda médica. Mas já não havia mais nada a ser feito, e a mulher acabou morrendo.

Preso, Ralph contou ser adepto de sexo sadomasoquista há 30 anos. Segundo ele, a esposa havia manifestado fetiche por sexo radical e que não tinha revelado qualquer oposição ao uso da roda de Wartenberg.

Durante a relação, alegou Jankus, ele chegou a alertar que a esposa estava indo muito longe. Sobre a demora em procurar ajuda em hospital, o alemão comentou que foi desejo da esposa não ver um médico.

O filho de Christel, entretanto, afirmou, de acordo com o "Metro", que Jankus abusava da companheira e que ela chegou a fugir para a casa de uma amiga. Depois, a alemã regressou inexplicavelmente e eles se casaram, em julho do ano passado. Eles viviam um relacionamento desde 2011.