Mundo

Homem usa capuz da Ku Klux Klan em mercado que exigia máscara

Uso do capuz foi visto como uma provocação

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem apareceu em um mercado em San Diego, nos Estados Unidos, vestindo um capuz no estilo usado pela Ku Klux Klan, grupo supremacista branco, como máscara de proteção para o coronavírus. 

Foto: Reprodução / Twitter

De acordo com o Huffington Post, o capuz foi uma provocação, já que o mercado exigia o uso da máscara para evitar o contágio.

"Infelizmente, um incidente isolado e alarmante ocorreu na nossa loja Vons em Santee, quando um cliente escolheu usar um método inflamatório para cobrir seu rosto. Não é preciso dizer, foi chocante. Este foi um incidente perturbador para nossos clientes e vendedores e estamos reavaliando como lidar com situações tão inapropriadas no futuro", disse a rede em nota.