Mundo

Integrantes de forças especiais comem cobras e coelhos vivos durante formatura

Eles fizeram isso para demonstrar que são capazes de sobreviver em condições bastante adversas

Fernando Moreira, da Agência O Globo

Durante cerimônia de formatura, integrantes de forças especiais curdas que combatem o Estado Islâmico, mostraram que o treinamento testa os seus limites. Os agentes - incluindo algumas poucas mulheres - comeram cobras e coelhos vivos para demonstrar que são capazes de sobreviver em condições bastante adversas.

A cerimônia ocorreu em Soran, a cerca de 90km de Erbil, a capital curda.

Foto: reprodução / AFP
O grupamento de elite é chamado de Peshmerga. Ele atua no norte do Iraque desde 2014. É um dos poucos que usam mulheres na linha de frente de combate.