Mundo

Jovem que processou escola por não querer vacina pega catapora

Os primeiros sintomas da catapora começaram a aparecer na última semana

Agência O Globo
- Atualizada em

Um jovem americano que processou a escola após ter sido suspenso por se recusar a tomar vacina contra catapora acabou contraindo o vírus. Jerome Kunkel, de 18 anos, ficou famoso em abril deste anos após mover uma ação judicial contra seu colégio, em Walton, no Estado de Kentucky. O motivo é que Kunkel se recusou a tomar a vacina contra catapora por questões religiosas e foi afastado do colégio por isso. O adolescente acabou perdendo o processo e, um mês mais tarde, contraiu o vírus.


Os primeiros sintomas da catapora começaram a aparecer na última semana, conforme disse o advogado da família Kunkel ao canal americano NBC News. Apesar da doença, o adolescente nem seus pais se arrependem da decisão de não se vacinar.

— Essas são crenças religiosas extremamente enraizadas para a família. Do ponto de vista deles, eles sempre reconheceram que corriam esse risco e estavam bem com isso. — explicou o advogado da família, Christopher Wiest.

Agora, a expectativa é de que Kunkel se recupere da catapora na próxima semana e volte para a escola já que estará imune da doença.