Mundo

Jovem se joga da janela de hospício com medo de louco viciado em sexo

Jovem de 20 trabalhava como voluntária. Vítima estava sozinha na noite do ocorrido

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
Uma voluntária de uma clínica de deficientes mentais em Merseyside, na Inglaterra, se jogou da janela de um edifício de seis metros e altura para escapar de uma tentativa de estupro, de acordo com informações do Mirror.

Segundo a publicação, Jemma Rixon teve que trabalhar no turno da noite sozinha e ficou responsável pelo cuidados e seis residentes da clínica. A voluntária trabalhava há apenas 10 meses no local, mas nunca tinha trabalhado sozinha.

Durante seu turno de trabalho, o paciente Caig Cantwell de 30 anos reclamou de uma forte dor de cabeça e precisou ser levado pela voluntária para outro cômodo. O paciente então teve um surto, começou a chamar Jemma de prostituta, a agrediu e exigiu que ela fizesse sexo com ele.
(Foto: Reprodução / Mirror
Assustada, a voluntária se trancou no banheiro, mas o paciente conseguiu abrir um buraco na parede com uma cadeira. Aí, Jemma preferiu se jogar pela janela. "Eu sabia que existiam duas opções: ou eu saltava da janela, ou eu ficava, era estuprada e poderia ser morta", disse ela ao Mirror.Jemma quebrou duas vértebras, fraturou o pescoço e o pé, mas está se recuperando. Já Cantwell continua internado no mesmo local. Ninguém foi preso, e de acordo com a publicação, Jemma apresenta sinais de estresse pós-traumático. Craig Cantwell  já havia sido acusado por crimes como dano corporal, tumulto e delito com a intenção de cometer um crime sexual, em Liverpool. Mais tarde os profissionais da clínica diagnosticaram que o paciente teve um ataque psicológico.Leia Também:
Homem cumpre promessa usando vestido em enterro de amigo
Danilo Gentili compara candidata Luciana Genro a Hitler e recebe chuva de críticas