Mundo

Mãe é presa suspeita de matar bebê esfregando heroína em sua gengiva: 'calmante'

Kimberly Nelligan alegou que fazia isso, supostamente, para ajudar a bebê a dormir melhor

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Na última terça-feira (17), uma mulher de 33 anos, identificada como Kimberly Nelligan, foi presa suspeita de matar a própria filha de um ano esfregando heroína na gengiva da criança.
De acordo com informações do New York Post, a mulher fazia isso, supostamente, para ajudar a bebê a dormir melhor. O caso acontece em Maine, nos EUA.

Ainda segundo o New York Post, Kimberly Nelligan tinha dopado sua filha com a droga pelo menos 15 vezes nos dois meses anteriores a morte da criança, que aconteceu em outubro de 2018.

Foto: Divulgação/Penobscot County Jail
Em depoimento à polícia, a mulher negou usar heroína, mas assumiu que utilizava opioide uma vez por semana.

O companheiro de Kimberly contou aos policias que já viu ela esfregando um pouco de heroína nas gengivas da filha. Na época, ela alegou que era uma prática comum e que tinha feito o mesmo com os outros dois filhos quando eram menores.
Filha de Kimberly (Foto: reprodução)
A promotora responsável pelo caso falou sobre a atitude de Kimberly. “São casos muito sérios, muito difíceis e, em alguns, a lei não é propriamente transparente". Ela está à disposição da justiça.