Mundo

Mãe prende filha em casa por 26 anos para protegê-la: 'Sou uma morta-viva'

Nadezhda disse raramente tomava banho e se alimentava de ração de gato

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)


Uma mulher de 42 anos foi mantida presa em casa pela própria mãe por 26 anos, que tinha como objetivo "protegê-la dos perigos do mundo". De acordo com o tabloide britânico The Sun, Nadezhda estava no local desde os 16 anos. O caso aconteceu na Rússia.

De acordo com o tabloide, Nadezhda disse que foi proibida pela mãe de trabalhar e fazer faculdade assim que concluiu o colégio. A mulher relatou às autoridades que se alimentava de comida de gatos e que não tomava banho desde 2006.



Questionada, Nadezda relatou que não tentou fugir porque se acostumou com aquela vida. No imóvel em que mãe e filha moravam, foi encontrado corpos de animais já em decomposição. "Gatos têm mais direitos. Eu nem existo mais. Eu sou uma morta-viva", afirmou a vítima.