Mundo

Menino de 3 anos morre após receber chutes na barriga: 'hemorragia interna'

Um menino de 3 anos, identificado como Nikita Soshkin, morreu após ser agredido e chutado na barriga. O padrasto do garoto, Sergey Lavrenov, é acusado de ter cometido o crime, que aconteceu em julho deste ano, na vila de Presnovka, centro-sul da Rússia. As informações são do jornal Mirror. 

Os órgãos do menino de três anos foram rompidos e ele morreu de hemorragia interna pouco tempo depois. 

O padrasto de Nikita, bêbado, o chutou no estômago várias vezes e o arrastou para o quarto, porque ele estava chorando. A mãe de Nikita, de 23 anos, Nadezhda Soshkina, que tem três outros filhos, foi verificar o menino oito horas depois e descobriu seu corpo sem vida, um tribunal ouviu. "Eu fui até ele (Nikita) para acordá-lo e colocá-lo no penico, mas o corpo dele já estava frio", disse Nadezhda para imprensa local. 

Ainda segundo o jornal, Nadezhda Soshkina só acionou a polícia horas depois, quando já tinha enxugado o cadáver com um pano úmido e trocado a roupa suja. Aos paramédicos, inicialmente, a mãe do garoto disse que ele havia caído do balanço. 

Os exames forenses descobriram que o menino morreu de hemorragia interna depois que seu intestino delgado foi rompido.

O Comitê de Investigação Regional de Omsk concluiu: "Na noite de 28 de julho, os pais do menino estavam tomando bebidas alcoólicas com seus amigos. Depois de voltar para casa, o padrasto chutou a criança no estômago por chorar. A vítima sofreu ferimentos graves nos órgãos internos e morreu. A mãe do menino, que sabia de seu trauma, não ligou para o serviço de emergência e não tentou ajudá-lo". 

O padrasto de Nikita passou por julgamento no Tribunal Distrital de Okoneshnikovsky e foi condenado a 12 anos e meio de prisão pelo crime.