Mundo

Muita dó: leão é torturado e espancado para não fugir de turistas; veja vídeo

"Isso foi um verdadeiro inferno.", disse a líder do resgate de Simba

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um leão chamado Simba teve as patas traseiras quebradas para não fugir de fotos com turistas na Rússia. O animal foi torturado e espancado a ponto dele ficar perto da morte, segundo informações da imprensa local.

O caso mobilizou até o presidente russo Vladimir Putin, que ordenou uma investigação criminal sobre o caso. O filhote foi tirado da mãe com algumas semanas de vida e era torturado para que ele não fugisse do local, onde tirava fotos com turistas.

Simba foi largado em um celeiro sujo e frio na região do Daguestão. A equipe de resgate o encontrou com muita fome e quase incapaz de se mexer. "Ele praticamente não foi alimentado e, por alguma razão, a água gelada era constantemente derramada sobre ele", disse Yulia Ageeva, uma das líderes do resgate, que completou:

"isso foi um verdadeiro inferno".