Mundo

Mulher amputa pés após uso errado de coletor menstrual

Sandrine Graneau ficou três semanas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma mulher de 36 anos, identificada Sandrine Graneau, precisou amputar os pés e parte dos dedos após adquirir uma infecção causada por uso errado de um coletor menstrual. As informações são do jornal Le Parisien.

De acordo com informações do Le Parisien, Sandrine, que é enfermeira, sofreu uma síndrome do choque tóxico, que acontece quando as bactérias Staphylococcus aureus – que existem naturalmente na vagina – entraram na corrente sanguínea dela. Na presença de feridas ou de um sistema imunológico debilitado, essas bactérias podem desencadear o choque séptico.

Em entrevista ao jornal, Sandrine contou que não sabe por quanto tempo utilizou o coleto menstrual, mas relevou que no mesmo dia começou a sentir dores leves e depois intensas na barriga.

Foto: reprodução / Le Parisien
 “A bactéria não é tão perigosa, mas os danos que ela causa aos órgãos, sim. A toxina se espalhou pelos meus rins, pulmões e fígado”, disse ao Le Parisien.

 Ela foi levada para o hospital, onde foi detectado o choque séptico. Para controlar o quadro, os médicos precisaram cortar os pés e dedos de Sandrine. Ela ficou três semanas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). "Tivemos que cortar dezoito falanges, mas conseguimos salvar um em cada dedo. É isso que me permite segurar o telefone para falar com você ”, relembrou a francesa a explicação dos médicos.

 A síndrome do choque tóxico é rara, mas quando acontece há risco de vida, pois as células do corpo ficam inflamadas tentando combater o agente invasor e desencadeiam uma espécie de pane no organismo, que pode ocasionar falência de órgãos.