Mundo

Mulher descobre que pai biológico é médico que realizou inseminação artificial na mãe

Tudo começou quando ela e o marido utilizaram sites de teste genético para procurar históricos de doenças familiares

Agência O Globo

Há 14 anos, Eve Wiley finalmente conheceu seu pai biológico, um doador de esperma que a mãe e o pai escolheram cuidadosamente. Steve Scholl desenvolveu uma relação paterna com Eve, participando de datas comemorativas em família e até celebrou o casamento da filha.

No entanto, Wiley passou por um choque ao descobrir que o doador de esperma não era seu pai biológico, e sim o médico responsável pela fertilização da mãe. Tudo começou quando ela e o marido utilizaram sites de teste genético para procurar históricos de doenças familiares quando seu filho ficou doente.

A mãe de Wiley, Margo Williams, e seu marido, que morreu quando Eve tinha sete anos, recorreram à doação de esperma na California Cryobank após enfrentarem problemas para engravidar. A família, que atualmente vive na Austrália, disse que não sabia que o médico tinha utilizado o próprio esperma e alega que não houve consentimento.

O médico teria utilizado o próprio esperma após cinco tentativas frustradas de fertilização utilizando o material do doador. Wiley agora luta por uma mudança na lei do Texas para enquadrar como assédio sexual quando um serviço de saúde implantar esperma humano, óvulos ou embriões de um doador não-autorizado.