Mundo

Mulher é condenada por esfaquear marido da amiga em festa após consumir gins

Em depoimento, no tribunal, Joanne Goodeve se declarou culpada pela agressão, mas disse que não conseguia se lembrar do que causara a briga

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Na última terça-feira (16), uma mulher, identificada como Joanne Goodeve, foi sentenciada a 12 meses de prisão por ter esfaqueado o marido de sua amiga durante uma briga após beber quatro gins duplos, em uma festa. O caso aconteceu em junho do ano passado, Churchill Rise, no Reino Unido. 

De acordo com o jornal britânico DailyMail, Joanne e o seu parceiro convidaram outro casal e seus filhos para tomar algumas bebidas em sua casa. Em um determinado momento, eles se desentenderam e Joanne esqueou Daniel Grant no ombro. Em depoimento, no tribunal, Joanne Goodeve se declarou culpada pela agressão, mas disse que não conseguia se lembrar do que causara a briga. 

O juiz David Tremberg disse que, como o caso não levou à morte de Grant, as circunstâncias "apenas" permitiram que uma sentença de custódia fosse suspensa. Assim, Joanne Goodeve terá que comparecer a 15 dias de atividades de reabilitação e ficar em toque de recolher monitorado eletronicamente entre 17h e 5h por 30 dias. "Quero que você entenda o quão perto você ficou de ser preso 24 horas por dia, sete dias por semana, e se isso o incomoda, então", acrescentou o juiz.

"O custo físico foi uma pequena ferida na parte de trás do ombro direito e ele ficou fora do trabalho por um tempo, além dos danos emocionais a ele, seu parceiro e seu filho - mas poderia ter sido muito pior", pontuou o juiz.