Mundo

Mulher é estuprada e estrangulada até a morte

A mulher caiu em uma emboscada arquiteta por dois homens enquanto ajudava um funcionário a carregar uma máquina

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Uma agricultora de 44 anos, identificada como Chantel Kershaw, foi torturada, abusada sexualmente e estrangulada até a morte. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a mulher caiu em uma emboscada arquiteta por dois homens enquanto ela trabalhava em Delmas, no leste de Joanesburgo, na última quarta. 

"Chantel pediu a um funcionário que a ajudasse a carregar um cortador de grama em um caminhão quando de repente viu dois homens armados dentro de seu quintal. Disseram ao empregado para tirar a roupa e amarrou-o e depois atacaram a mulher que gritava por socorro e estrangulou-a e depois entrou em casa", contou o porta-voz da polícia Leonard Hiathi. 

"A mãe da vítima foi agredida com uma arma de fogo e a casa foi roubada. Seguiu-se uma perseguição em alta velocidade entre os suspeitos e o grupo de vigilância da vizinhança, que resultou nos suspeitos virando seus veículos e rastejando para escapar. Mas eles foram capturados e entregues à polícia, que abriu um caso de roubo e assassinato", acrescentou Hiathi. 

A situação fez parte da série de ataques contra agricultores brancos da África do Sul. Além do caso da agricultora, o gerente da fazenda  Brendin Horner, de 21 anos, foi torturado, morto e amarrado a um poste em Paul Roux, na província de Free State.