Mundo

Mulher é levada a necrotério ainda viva e morre de hipotermia

Mulher chegou a ser internada no CTI de um hospital local, mas não resistiu aos efeitos da baixa temperatura

Agência O Globo

Uma mulher de 62 anos declarada morta, mas levada ainda viva ao necrotério de Vasilyevka (Rússia), acabou morrendo de hipotermia horas depois no mesmo local altamente refrigerado.

De acordo com o "Metro", a mulher, cujo nome não foi revelado, estava bebendo com parentes em uma festa quando passou mal. Um policial chamado ao local declarou a russa como morta, e o "cadáver" foi levado ao necrotério.

Mulher chegou a ser levada para hospital, mas não resistiu
Foto: Reprodução

Porém, quando uma funcionária do necrotério tentava prender uma etiqueta em um dos pés da "morta", a mulher começou a se mexer.

Imediatamente, a funcionária chamou uma ambulância. A mulher chegou a ser internada no CTI de um hospital local, mas não resistiu aos efeitos da baixa temperatura do necrotério e morreu (desta vez de verdade) no mesmo dia.

O caso está sendo investigado. Agente querem saber por que o policial chamado à festa não cumpriu o protocolo - acionar paramédicos - e atestou ele mesmo a "morte" da mulher.