Mundo

Mulher é obrigada a dar à luz sozinha em cela

De acordo com a denúncia, um enfermeiro estava observando a agonia de Diana de fora da cela sem oferecer assistência

Fernando Moreira, da Agência O Globo

Uma câmera de segurança em penitenciária de Denver (Colorado, EUA) flagrou a agonia de uma detenta obrigada a dar à luz sozinha na sua cela.

As imagens mostram Diana Sánchez, de 26 anos, deitada em um colchão duro e gritando enquanto tenta forçar a saída do bebê.

Seis horas antes de dar à luz Jordan, Diana disse a guardas que estava entrando em trabalho de parto, segundo denúncia feita pela presidiária.

Foto: reprodução
Diana acrescentou que, em "pelo menos oito oportunidades" alertou que estava tendo fortes contrações. Mas nada foi feito.

O incidente ocorreu em 31 de julho de 2018. Nesta semana, a advogada de Diana entrou com processo contra a administração penitenciária de Denver e seis funcionários. De acordo com a denúncia, um enfermeiro estava observando a agonia de Diana de fora da cela sem oferecer assistência ou alívio para a dor. Após o nascimento, o enfermeiro entrou na cela e levou Jordan.



"Não prestar assistência a uma mulher em trabalho de parto e a um bebê que nasce sem assistência médica, em uma cela suja de prisão, não é civilizado. O enfermeiro levou o bê sem qualquer compaixão", declarou Mari Newman, advogada de Diana.

Atualmente, Diana está fora da cadeia. Ela fora presa por roubo.