Mundo

Mulher insere mola na vagina como 'método anticoncepcional'

Ela declarou acreditar que a mola agiria como um DIU (dispositivo intrauterino)

Fernando Moreira, da Agência O Globo

Uma mulher de 31 anos inseriu uma mola de metal na vagina acreditando que ela serviria como "método anticoncepcional", revelou Fu Junhong, ginecologista de hospital em Minzhong (China).

De acordo com o relato do médico, a paciente, que não teve o nome revelado, declarou acreditar que a mola agiria como um DIU (dispositivo intrauterino) a fim de não engravidar.

Foto: reprodução
Porém a paciente chegou exatamente grávida ao hospital, no fim de julho. Para ser mais preciso, ela estava no quinto mês de gravidez. Um exame de imagem fez a descoberta da presença da mola na vagina.

"Ela veio ao hospital para um procedimento de aborto", afirmou o médico.

A mola teve que ser cirurgicamente removida - aro por aro. O procedimento demorou 40 minutos, de acordo com o site "Unilad".
Foto: reprodução
Não foi informado se a chinesa foi submetida a aborto.