Mundo

Mulher se mata junto aos filhos após marido fingir estar morto

Homem, de 34 anos, se entregou à polícia após a morte da família

Agência O Globo

Uma mulher se matou junto com os dois filhos depois que o marido forjou a própria morte para receber a cobertura do seguro, na China. O homem, de 34 anos, se entregou à polícia após a morte da família, informou a rede britânica BBC.

Para forjar a própria morte, o marido, cujo sobrenome é He, alugara um carro, jogando-o em um rio, na esperança de que as autoridades pensassem que o corpo teria sido levado pelas águas. He, no entanto, não contou à mulher sobre o plano. Três semanas depois, a esposa se afogou com os filhos, após postar uma nota de suicídio online.

Na última sexta-feira, ele se entregou à polícia no condado de Xinhua, na província de Hunan, onde foi preso sob acusação de fraude de seguro e dano intencional à propriedade.

Um milhão de yuans

Com dívidas que somavam mais de 100 mil yuans, ou cerca de R$ 180 mil, He contratou um seguro no início de setembro no valor de um milhão de yuans, o equivalente a R$ 533 mil, e colocou a mulher como beneficiária sem que ela soubesse, informou a rádio chinesa "Voz da China". No dia 19 do mesmo mês, ele alugou um carro para forjar sua morte em um acidente.

Quase um mês depois do aluguel do carro, no dia 11 de outubro, foram encontrados em um lago, próximo à casa na qual o casal vivia, os corpos da mulher, de 31 anos, e dos dois filhos, uma menina e um menino, com 3 e 4 anos, respectivamente, segundo a rádio chinesa.

Antes de se entregar à polícia, He tinha postado um vídeo nas redes sociais no qual aparecia chorando e explicando que havia feito um empréstimo com o objetivo de pagar o tratamento de sua filha, que sofria de epilepsia.

O incidente viralizou nas redes sociais chinesas ao longo da última semana, trazendo à tona discussões sobre dívidas e questões familiares.

No microblog Sina Weibo, rede social chinesa, a hashtag #HomemFingeMorteLevandoEsposaAMorrer foi citada por mais de 29 milhões de vezes.