Mundo

Paciente dá à luz após 14 anos em coma

Clínica mudou os protocolos de segurança depois do ocorrido

Agência O Globo
- Atualizada em

A clínica americana Hacienda HealthCare adotou novos protocolos de segurança, depois que uma paciente internada em coma há 14 anos deu à luz uma criança no último dia 29 . A unidade de saúde localizada na cidade de Phoenix, no Arizona, também está sendo investigada sob a suspeita de abusos sexuais por trás do episódio.

Em entrevista à afiliada do canal CBS em Phoenix, KPHO-TV, uma fonte familiarizada com o caso disse que "a partir de agora, se um funcionário do sexo masculino precisa entrar em uma sala feminina, precisa estar acompanhado de uma funcionária".

O nascimento do bebê pegou de surpresa os funcionários da clínica, para onde a mulher foi levada depois de quase morrer afogada. De acordo com os funcionários, a paciente necessitava de atendimento 24 horas por dia e, por estar em coma, não tinha qualquer chance de se defender. Eles disseram ainda que muitas pessoas tinham acesso ao quarto.

Foto: reprodução
Até o momento, as autoridades de investigação divulgaram poucas informações sobre o caso. O sargento da Polícia de Phoenix Tommy Thompson disse que "o assunto está atualmente sob investigação."

A porta-voz da Hacienda HealthCare, Nancy Salmon, divulgou um comunicado à KPHO dizendo: "A Hacienda Healthcare está no mercado há mais de 50 anos e tem uma excelente reputação, oferecendo atendimento especializado de alta qualidade para nossos pacientes. Como fornecedor de serviços de saúde, não podemos comentar qualquer paciente devido a leis federais e estaduais de privacidade. Além disso, não podemos comentar sobre quaisquer investigações em andamento. Podemos dizer que a saúde e segurança de nossos pacientes e clientes é nossa prioridade número 1 e que sempre cooperamos quando solicitado por qualquer agência, de forma aberta e transparente."

O Departamento de Serviços de Saúde do Arizona também divulgou um comunicado. "Estamos cientes desta situação e estamos trabalhando ativamente com a polícia local em sua investigação criminal", informou o texto. "Ao saber da alegação, o Departamento de Serviços de Saúde do Arizona (ADHS) imediatamente iniciou uma investigação de reclamações no local para garantir a saúde e a segurança dos pacientes e garantir que a instalação está em conformidade com todas as leis e regulamentos estaduais. Durante esse período, a agência exigiu medidas de segurança mais rigorosas implementadas na instalação, incluindo aumento da presença da equipe durante as interações do paciente, maior monitoramento das áreas de atendimento ao paciente e aumento das medidas de segurança com relação aos visitantes nas instalações."