Mundo

Policial é demitido após se oferecer para fazer sexo em viatura

Conforme a investigação, os dois combinaram no aplicativo de namoro após Andy ver que ela "gostava de uniformes"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Andy Ross, de 42 anos, foi demitido da polícia após se oferecer para fazer sexo com uma mulher, que conheceu em um aplicativo de namoro, na viatura. O caso aconteceu em junho, na cidade de Chippenham, na Inglaterra. De acordo com o jornal britânico DailyMail, Andy foi demitido após uma audiência que apontou que ele violou os padrões profissionais ao se envolver em conduta sexual e comportamento impróprio durante o serviço.

Conforme a investigação, os dois combinaram no aplicativo de namoro após Andy ver que ela "gostava de uniformes". Ele chegou a enviar uma foto sua de uniforme para provar que era policial antes de marcar um encontro com a moça. 

Eles se encontraram. Semanas depois, durante o serviço, o policial trocou uma série de mensagens sexuais com a mulher - inclusive sugerindo que eles poderiam fazer sexo em seu carro de polícia. 

Os dois se encontraram mais uma vez e ficaram se beijando e se abraçando dentro da viatura. O policial chegou a sugerir que se fosse preciso era para a moça dizer que tinha ido à delegacia prestar depoimento. 

A advogada Alice Meredith, da Polícia de Wiltshire, disse que as ações do policial trouxeram descrédito ao serviço policial e teriam minado a confiança das pessoas na força.

Ele foi acusado de negligenciar suas responsabilidades como policial e violar um ponto específico do código de conduta da força que impede os policiais de se envolverem em conduta sexual ou comportamento impróprio durante o serviço.