Mundo

Professor compra diagnóstico de tuberculose para estender feriado

Falsificação custou ao professor o equivalente a cerca de R$ 270

Fernando Moreira, da Agência O Globo
- Atualizada em

Um professor de Inglês em escola privada de Hohhot (China) comprou um diagnóstico de tuberculose, acompanhado de radiografia dos pulmões, a fim de estender um feriado nacional. A falsificação custou ao professor o equivalente a cerca de R$ 270.

Foto: Reprodução

Du, como o professor foi identificado, apresentou os documentos médicos à direção da escola em 10 de outubro. Os pais dos alunos - da faixa dos 18 anos - ficaram preocupados após dois estudantes apresentarem quadro inicial de tuberculose. Parecia que tudo estava "favorável" à mentira de Du.

Enquanto isso, a escola teve que pagar pelos exames de todos os alunos, até 31 de outubro, para identificar possíveis novos casos de tuberculose. Pela "gravidade da doença", o feriado prolongado acabou virando férias.

Para voltar a lecionar, Du pagou mais R$ 180 por um diagnóstico que mostrava que ele já estava curado. A rapidez na cura levou os pais dos alunos a desconfiarem. A direção da escola, então, chamou Du para fazer "novos exames", de acordo com o "Asia Wire".



Em um hospital público, descobriu-se que Du nunca tivera tuberculose. O exame e o diagnóstico médico pertenciam a outra pessoa.

Um mistério ainda permanece: de quem os dois alunos pegaram tuberculose?

Du pediu desculpa, especialmente por ter envolvido uma doença bastante séria na mentira. A direção da escola ainda não se decidiu sobre o destino do professor.