Mundo

Professora de tradicional escola cristã é expulsa por 'sexo com 5 alunos'

Os relacionamentos ocorreram num período de seis anos.

Fernando Moreira, da Agência O Globo

Uma professora de tradicional escola cristã da Cidade do Cabo (África do Sul) foi expulsa após denúncia que aponta que ela fez sexo com cinco alunos.

O escândalo estourou após os pais de um aluno de 18 anos denunciarem Fiona Viotti, de 30, por ter tido relação sexual com o filho deles. O aluno do Bishops Diocesan College, instituição só para meninos, apelou aos pais após a professora, que era casada, não aceitar que ele pusesse fim ao relacionamento.

Foto: Reprodução/Bishops Yearbook
"No começo ele era um participante consensual, mas se tornou uma vítima ao não conseguir parar. A professora não quis deixar que tudo terminasse, e ele (o aluno) se abriu com os pais, que procuraram a direção do colégio", disse um parente ao site "IOL".

Nos dias seguintes, quatro outros alunos também apresentaram a mesma denúncia. De acordo com a investigação da escola, Fiona só se envolveu com alunos acima de 16 anos, a idade legal para o sexo na África do Sul. Por isso, a polícia não foi acionada.

Fiona ensinou História e treinou a equipe de polo aquático da escola. Os alunos que apresentaram as denúncias praticavam o esporte no colégio.

Foto: Reprodução/Diocesan College
Os relacionamentos ocorreram num período de seis anos. Após o escândalo, o marido da professora, Pavo Viotti, de 32 anos, pediu o divórcio. Eles estavam casados havia 1 ano e 2 meses. Fiona é sobrinha do ex-técnico da seleção sul-africana de rúgbi Nick Mallett, atualmente comentarista de uma TV local.

Imagens em que Fiona aparece nua e seminua acabaram sendo compartilhadas online, após ela tê-las enviado Por WhatsApp para os alunos com os quais teria se envolvido.



O Bishops Diocesan College é conhecido como o "Eton da África do Sul", em referência ao tradicional colégio britânico por onde passaram vários membros da Família Real.