Mundo

'Stalker' localiza cantora analisando reflexo de estação nos olhos da vítima

O perseguidor entrou na residência dominou a vítima e a tocou de "forma indecente"

Fernando Moreira, da Agência O Globo

Um "stalker" (pessoa que persegue outra compulsivamente) utilizou uma técnica inusitada para poder encontrar a sua vítima, Ena Matsuoka, de 21 anos, cantora do grupo pop japonês Tenshi Tsukinukeni Yomi.

Hibiki Sato, de 26 anos, estudou minuciosamente uma selfie que Ena postou em rede social. Analisando o reflexo nos olhos da vítima e usando o Google Street View e o Goople Maps, o japonês descobriu em que estação de trem ela estava. E, então, Hibiki passou a frequentar a estação, em Tóquio (Japão), para encontrar a cantora, de acordo com o site "Tokyo Reporter".

Foto: reprodução
O "stalker" obteve sucesso em 1º de setembro. Hibiki seguiu Ena até o local onde ela mora. O perseguidor entrou na residência dominou a vítima e a tocou de "forma indecente". Ele foi preso duas semanas depois. Ena sofreu ferimentos leves no rosto.

"A qualidade da imagem das câmeras dos smartphones melhorou muito, e surgiu um novo risco. Informações privadas acabam vazando de forma surpreendente. O risco de ataque de um stalker digital aumentou", disse Shuichiro Hoshi, professor da Universidade Metropolitana de Tóquio, á emissora NHK.