Mundo

Taxista faz corrida de graça para pacientes e é homenageado por médicos; assista

Vídeo viralizou na internet e recebeu mais de 150 mil curtidas

Agência O Globo

A boa ação de um taxista na Espanha vem chamando atenção nas redes sociais nos últimos dias, especialmente depois que profissionais do centro de saúde Ramón e Cajal, em Madri, lhe homenageram. A cena foi registrada em vídeo e publicada num perfil de associação de taxistas no Twitter no último sábado.

"É uma surpresa fizemos a um taxista que leva pacientes gratuitamente para o hospital. Demos a ele um envelope com dinheiro e uma dedicatória. Ligamos para ele para dizer que ele tinha que fazer uma transferência e foi muito emocionante. Ele não parou", diz a publicação, que recebeu quase 150 mil curtidas e 50 mil retuítes.

Os comentários são preenchidos com elogios. "É muito emocionante ver a solidariedade entre dois setores tão castigados como a Saúde Pública e a condição dos taxistas. Quando vejo essas coisas, acho que a Covid-19 está despertando o melhor da sociedade. Espero que aprendamos com esse infortúneo e nos tornemos pessoas melhores no futuro", disse um usuário da rede social.

O taxista foi recebido na unidade com uma salva de aplausos. Os profissionais de saúde se uniram para homenageá-lo após terem descoberto que ele não cobrava pelas corridas de pacientes. No entanto, ao fazer isso ele não ganha seu sustento diário e, por isso, os médicos e enfermeiros fizeram uma vaquinha para ajudá-lo nas despesas. Eles também agradeceram o homem por fazer a boa ação, mesmo se colocando em risco.

A Espanha registrou até o momento 20.852 mortes em decorrência da Covid-19 e 200.210 casos confirmados da doença. O governo ampliou os testes na população para 40 mil por dia. Pela primeira vez desde 22 de março, o país registrou menos de 400 mortes em 24h pelo coronavírus.

Terceiro país em número de mortes, atrás apenas de Estados Unidos e Itália, a Espanha registrou, nesta segunda-feira, 399 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, uma leve queda na comparação com domingo (410). O número de pessoas curadas subiu para 80.587, 40% do total de casos notificados.