Mundo

Terapeuta mata filhas gêmeas de sete anos e tira a própria vida

Crime foi cometido enquanto elas dormiam

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma mulher identificada como Michele Deegan, de 55 anos, matou as duas filhas gêmeas dela, de sete anos, para depois tirar a própria vida. Ela atirou nas duas e em si mesmo na própria casa, no estado de Washington, Estados Unidos, na última sexta (23), de acordo com o jornal Daily Mail.

A motivação principal do crime seria a disputa pela guarda das crianças que a psicóloga estaria. Os corpos foram encontrados no dia seguinte, por uma pessoa que morava na casa de vários andares. Os vizinhos disseram à TV "Kiro 7" que as crianças mal saíam de casa. Uma outra conhecida descreveu a mãe como "profundamente perturbada".

Deegan trabalhava como terapeuta, e tinha um site, que na primeira página dizia: "Meu objetivo é ensinar aos clientes novas maneiras de perceber seu problema, comportamentos de enfrentamento saudáveis ​​para responder ao seu problema e atitudes saudáveis ​​e habilidades de comunicação para trabalhar com suas famílias, parceiros ou ambiente de trabalho para que eles podem fazer mudanças em sua própria vida".