Não aglomere, use máscara

Coronavírus: probabilidade de contaminação é reduzida com o uso de máscara

Na Bahia, o uso do objeto de proteção é obrigatório ao sair de casa

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
O uso de máscaras se tornou uma das principais armas contra a disseminação do novo coronavírus e controle da pandemia. O apelo das autoridades de saúde e criação de decretos governamentais que obrigam o uso do equipamento reforçam a importância da medida. Na Bahia, o uso do objeto de proteção é obrigatório ao sair de casa.

Se todos usarem máscaras, a probabilidade de infecção pelo novo coronavírus é diminuída. Quando duas pessoas conversam sem máscaras e uma delas estiver infectada, mesmo sem saber, a chance da pessoa saudável pegar a doença é muito alta. Se a pessoa saudável utilizar máscara, mas a doente estiver sem a proteção, a chance de infecção diminui, mas continua alta.

Em outro cenário, em que a máscara é colocada apenas na pessoa que está doente, a chance de contágio se torna média. Já no cenário ideal, recomendado pelas autoridades, em que as duas pessoas que estão conversado estão com máscara, a chance de contágio é baixa. 

Ou seja, a chance de pegar a covid-19 ao conversar com uma pessoa infectada vai diminuindo se as duas pessoas utilizarem máscaras, já que o equipamento funciona como uma barreira de proteção contra o vírus. 

Como foi dito anteriormente, a utilização da máscara por todos torna a chance de infecção baixa, mas não anula a possibilidade. Por isso, é importante continuar seguindo as recomendações de distanciamento social ao sair de casa, e manter a higienização das mãos

Lavar as mãos com frequências é um ato simples e de extrema importância para o controle da pandemia. Lembre-se de não compartilhar objetos pessoais como celular, talheres, copos e óculos escuros, por exemplo.