Caso em investigação

Após ser autuado por porte de droga, Filipe Ret se desculpa com mãe que teve casa revirada por policiais: ‘Não merecia’

Esta não é a primeira vez que o artista se envolve em problemas por porte de maconha. Em 2021, o cantor foi preso em uma operação policial

Redação iBahia
20/07/2022 às 10h07

2 min de leitura
Foto: Reprodução/ Instagram

O cantor Filipe Ret se pronunciou em suas redes sociais após ter sido autuado por porte de drogas na última terça-feira (19).

Em um pronunciamento feito no Instagram, o músico se desculpou com os pais, que acabaram sendo envolvidos na investigação e tiveram as casas reviradas pelos policiais.

“Não sou perfeito, mas nada que faço é motivo de prisão. Peço sinceras desculpas ao meu pai, à minha mãe e à mãe do meu filho por terem suas casas invadidas e reviradas. Vocês não têm nada a ver com essa história e não mereciam isso”.

Foto: Reprodução/ Instagram

O trapper foi encaminhado à sede da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), no Jacarezinho, na zona norte do Rio, após uma batida de oficiais da polícia em um hotel de luxo em Angra dos Reis, onde o artista estava hospedado.

Ret é investigado pela suposta distribuição de cigarros de maconha na festa de aniversário promovida pelo artista no Rio de Janeiro, em junho deste ano.

Na ocasião, fotos do cantor com um balde azul e cigarros que pareciam ser de maconha circularam na web.

Esta não é a primeira vez que o artista se envolve em problemas por porte de maconha. Em 2021, o cantor foi preso em uma operação policial por porte de drogas. Na ocasião, Ret alegou que o pacote de maconha era para uso próprio.

Neste ano, o artista lançou uma marca de maconha, a Ret Kush, nos Estados Unidos. Em entrevista à Quem, o cantor afirmou que o negócio vem dando um bom retorno financeiro e criticou a decisão do Brasil de não liberar o consumo da erva no país.

Leia mais sobre Celebridades em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias