Conheça outras facetas de Chico Anysio: o pintor e o escritor


No vernissage de Inspirações, na Proarte Galeria, na capital paulista, ao lado da mulher, Malga Di Paula, o artista recebeu, entre outros vips, Tom Cavalcante e sua Patrícia

Chico Anysio foi o mais popular e mais refinado humorista do Brail. Talvez toda essa fama e a consagração desse ‘selo de qualidade do humor’, tenho deixado parte da crítica e do público comum longes do Chico pintor e escritor.

Chico vendeu milhares de quadros

Chico sempre quis pintar, mas nunca soube desenhar. Para ele, o desenho era primordial à pintura. Pensou assim até que, na década de 1970, encontrou um amigo na feira da Praça da República, no centro de São Paulo.

“Ele me disse que, para ser um pintor, não era preciso saber desenhar”, relembrou Chico, em entrevista à revista Caras em 2008.

Veja também: conheça o canal Artes e Exposições

A frase foi o impulso que o humorista precisava para dar vazão a seu dom com os pincéis chegando a ter a pintura como fonte de renda, pintando todos os dias pela manhã. Chico vendeu mais de 3000 telas.

“O seu talento se estendeu para a literatura ao agradar público e crítica com o trato singular que dá à narrativa”, afirma o publisher Paulo Rocco, no prefácio do livro.

Confira a lista com alguns dos livros publicados:

Capas dos livros O fim do mundo é ali; Fazedores de história; O batizado da vaca;
e o polêmico Como segurar seu casamento
  • O batizado da vaca (1972),
  • O enterro do anão (1973),
  • É mentira, Terta? (1973),
  • A curva do calombo (1974),
  • Teje preso (1975),
  • Carapau (1979),
  • A borboleta cinzenta (1985),
  • Feijoada no Copa (1987),
  • O tocador de tuba (1990),
  • Sou Francisco (1992,
  • Jesuíno, o profeta (1993),
  • Como segurar seu casamento (2000),
  • O canalha (2001),
  • Chico Anysio em Salão de Sinuca (2004),
  • Armazém do Chico – Histórias que vi, ouvi e vivi (2005)
  • Fazedores de histórias (2010),
  • O fim do mundo é ali (2011)


Chico também gravou um CD com poesias de Ascenso Ferreira pela Luz da Cidade e compôs inúmeras músicas, que entratam em 11 CDs, dentre as quais destacamos:

  • A fia de Chico Brito
  • A turma
  • Ciranda
  • De quem é essa morena
  • O poste da rua Jorge Lima
  • Rancho da Praça Onze
  • Tristeza mora comigo
  • Zéfa Cangaceira.

Entre as peripércias do artista ainda inclui o projeto Baiano e os Novos Caetanos, um trio musical e humorístico composto por Chico Anysio, Arnaud Rodrigues e Renato Piau, que satirizava o tropicalismo e o conjunto Novos Baianos e o cantor Caetano Veloso. Veja o vídeo abaixo:

 

Veja também

Morre aos 80 anos, no Rio de Janeiro, o humorista Chico Anysio
“Sei que vou morrer, mas tenho pena”, revelou Chico Anysio meses antes de sua morte
Celebridades lamentam morte do humorista Chico Anysio
Recorde os personagens vividos por Chico Anysio ao longo de sua carreira
Relembre os personagens baianos que marcaram a carreira de Chico Anysio
“Vira-folha”, Chico Anysio explicava: “você muda de mulher e não é vira-leito”
Reveja momentos de Chico Anysio na telinha
Técnico do Bahia, Falcão era amigo do humorista Chico Anysio