Daniela Mercury faz show em Nova Iorque e inicia turnê nos Estados Unidos


Daniela lança novo disco em Nova Iorque

Considerada a ‘rainha’ da musica baiana, Daniela Mercury está de volta aos Estados Unidos depois de quatro anos. É o lançamento do DVD ‘Canibália’ e início da turnê internacional, com oito shows por Estados Unidos, Canadá e México. Ela apresenta o mesmo show que reniu cerca de dois milhoes de pessoas em Copacabana no Rio de Janeiro, no início do ano no Brasil. Patrocinada pela America Airlines, Daniela fará show nas cidades de Los Angeles, Sao Francisco, San Diego, Miami, Toronto e Cidade do Mexico.

O show em Nova Iorque aconteceu no Best Buy Theater, na Times Square, Broadway, com capacidade para 1.200 pessoas que pagaram no minimo 55 dólares para ver o show. Na platéia, a maioria era de brasileiros, mas alguns americanos apaixonados pela música do Brasil também foram conferir o show. Tâmara, arquiteta norte-americana de Manhattan, disse conhecer Daniela há dez anos.”Esta é a primeira vez que vou ver um show dela. Conheço também Ivete Sangaldo. Tenho o DVD Canibalia e estou aqui pela performance dela que é maravilhosa”.

A brasileira Maria Candida Confeiteiro, bancária desempregada, mora há 7 anos nos Estados Unidos e diz ter vindo ao show para matar saudades do Brasil. “Gosto da animação dela, da energia. Conheço todas as músicas”.

Durante quase duas horas, Daniela apresentou um show eclético que cumpre o propósito de seu conceito: a antropofagia, misturando clássicos da música brasileira com toques latinos e também africanos. Carmem Miranda, grande conhecida dos americanos, foi a homenageada do show e Daniela realizou um dueto com a cantora em ‘O que e que a baiana tem?’, de Dorival Caymmi, numa versão eletrônica bastante contemporânea, seguindo uma tendência já apresentada pela cantora, principalmente em seu trio elétrico durante o Carnaval. O Tropicalismo de Caetano e Gil também estiveram nas referências da cantora.- Leia crítica sobre o show e veja os vídeos da apresentação em Nova Iorque

Para o jornalista e músico novaiorquino, Keith D’Elia, Daniela Mercury representa o próprio poder do Brasil no mundo atual. “Vim assistir a esse show porque soube que ele é a síntese de diversos ritmos brasileiros. O Brasil é o país das culturas”. Para os americanos que como Keith se interessam pelo país, Daniela faz quase um show didático. Explica o significado das músicas, de palavras como ‘axé’, conta a historia de suas composições.

A primeira parte do show é animada, com ritmos brasileiros diversos, incluindo músicas de Carnaval. Muitos americanos pareciam ser conhecedores do nosso Carnaval. Na segunda parte, Daniela troca o figurino branco e volta toda de preto para cantar sucessos como ‘O que será?’, de Chico Buarque e ‘Como nossos pais’, de Belchior. Flerta com a latinidade cantando uma versão de ‘La vida es Carnaval’, famosa na voz da cubana Celia Cruz e faz uma homenagem a Angola com ‘Quero a felicidade’.

O teatro não estava cem por cento lotado, mas cheio. A maioria das pessoas fica na frente, em pé, mas houve quem preferissse o conforto das cadeiras. Daniela, acostumada a cantar para multidões nao se intimidou, realizou um show profissional, brindando a todos com grandes sucessos como “Rapunzel”, “Rosa”, “Swing da Cor” e claro, “Canto da Cidade”, seu primeiro sucesso que a tornou conhecida em todo Brasil há 20 anos. PRÓXIMOS SHOWS
Outubro 8 Miami, FL The Adrienne Arsht Center
Outubro 10 México, DF Plaza Condesa
Outubro 11 México, DF Plaza Condesa
Outubro 13 Los Angeles, CA The Greek Theatre
Outubro 14 San Francisco, CA The Paramount Theatre
Outubro 15 San Diego, CA 4th and B Theatre
Outubro 20 Toronto, CANADÁ Kool HausLeia a primeira parte de entrevista exclusiva de Daniela Mercury ao iBahia, direto de Nova Iorque. Ela fala sobre a turnê, o início do sucesso no Brasile no exterior e a carreira internacional de Ivete e Claudia Leitte.