Nem Te Conto

Angélica revela que recorreu à meditação para lidar com pânico após acidente

"Estava numa coisa esquisita", disse apresentadora, que sofreu um acidente de avião com a família no ano passado

Agência O Globo
- Atualizada em

Angélica viveu um período turbulento após o acidente de avião que sofreu ao lado de Luciano Huck e dos filhos, em maio de 2015. A apresentadora teve síndrome do pânico e encontrou na meditação a solução para dias de muito medo. “O pânico nada mais é do que você perder o controle da respiração, e a meditação encaixou novamente a minha respiração”, explica: “Eu estava numa ansiedade, numa coisa esquisita, e por isso comecei a respirar errado. Mas percebi o quanto tudo isso nascia na minha cabeça, e o quanto eu consigo dominar a minha cabeça, e não deixar ela me dominar. Nós somos uma coisa só, não existe isso de a cabeça estar maluca e o corpo estar são”.

Ao realinhar sua respiração, tomou contato com questões íntimas e incômodas que haviam sido deixadas de lado por décadas de encenação de uma vida perfeita para as câmeras. Agora, ela quer ir mais fundo – para dentro. “Sinto um enorme prazer em conseguir controlar a minha mente, é um negócio inacreditável”, afirma ela, capa da revista 'Trip'. Prestes a completar 43 anos, no fim de novembro, Angélica ainda faz considerações sobre os tempos modernos: “O mundo de hoje é muito difícil porque a internet que a gente ama é justamente o oposto da meditação, ela te afasta muito de você se você não souber usar com moderação. A gente vai botando informação para dentro e se você não limpar a cabeça uma hora vai explodir”.