Nem Te Conto

Anitta afirma que não tem estudos em música devido à infância pobre

"Nós não temos muita oportunidade no país se não tiver recursos e uma vida rica", desabafou a cantora à TV americana

Agência O Globo

Anitta concedeu uma entrevista à TV americana "ABC News" contando sobre sua trajetória desde a infância em Honório Gurgel, bairro do subúrbio do Rio de Janeiro, até a fama. Assim que a jornalista Rebecca Jarvis introduz o programa "Real biz" ressaltando que a cantora fez sucesso a partir de vídeos no Youtube após se formar em cursos técnicos de música, a artista brasileira responde, contextualizando que o pontapé inicial não foi bem assim.

"Eu não estudei música tanto assim porque no Brasil é difícil. Se você não nasceu rico, é difícil aprender inglês, música, arte, tudo, para ser honesto. Nós não temos muita oportunidade no país se não tiver recursos e uma vida rica. Minha música, a maneira de cantar, como fazer, eu aprendi cantando na igreja, com meu avô", destaca a cantora, em entrevista feita no fim de novembro e disponibilizada recentemente no Youtube.


A artista explicou que sempre sonhou em ser cantora, mas acabou optando pelo curso de Administração. O curso, ela afirma, a ajuda hoje em dia a comandar a própria carreira e a estabelecer contratos no exterior como o que fez com o empresário John Shahidi, que a acompanha na entrevista. Ainda assim, a artista revela que enfrentou desafios ao adaptar o funk, ritmo em que apostou no início, devido ao perfil do público brasileiro.

"Peguei a batida do funk e comecei a cantar letras que falam de mulheres poderosas. O meu país é meio conservador. Você precisa ser uma namorada, uma esposa, ter filhos, e ser uma boa garota. Eu quero falar e fazer o que eu quiser (...) Quero explicar para as pessoas que não é porque você é sensual que você não é inteligente, que não é porque você quer beijar 10 caras em uma semana que não é esperta (...) O feminismo no Brasil existia mas era mais no sentido de igualdade de direitos, de leis, salários..."., contou Anitta.